Alimentação Durante o Verão

Nos dias de clima quente não podemos esquecer de repor a água e os nutrientes que perdermos através da transpiração e do esforço físico. Quando se transpira demais perde-se minerais como potássio, zinco e vitaminas hidrossolúveis como a C e do complexo B. Para a reposição desses nutrientes devemos incluir em nossa dieta alimentos como: grãos integrais, ostras, carne de boi, frango e leite (ricos em zinco), batata tomate e banana (ricos em potássio), cereais, integrais, legumes, fígado de boi e carnes vermelhas (ricos em complexo B), frutas cítricas e vegetais verde-escuros (ricos em vitamina C).

Por outro lado, temos que dar atenção especial aos líquidos que vamos ingerir. Sem dúvida devemos tornar bastante água e suco de frutas frescas. Os sucos industrializados costumam ter açúcar e conservantes em excesso.

É importante aumentar o consumo de frutas frescas, que contém cerca de 80% a 90% de água e, em sua maioria tem poucas calorias e muitas fibras e vitaminas. As bebidas isotônicas são mais indicadas para atletas, podendo ser consumidas por quem não pratica esportes desde que com moderação.

Cereais integrais, frutas, verduras, arroz, feijão e batata são ricos em carboidratos complexos. Ótima fonte de energia e essenciais para regular a quantidade de açúcar no sangue, evitando a hipoglicemia (falta de açúcar no sangue, que pode ter como causa, entre outras, a má alimentação e gasto excessivo de energia).

Os carboidratos simples, por serem rapidamente absorvidos, desestabilizam a taxa de açúcar do sangue, oferecendo somente picos de energia. Devem ser, portanto, evitados o açúcar e os doces em geral.

Um mínimo de gordura é necessário ao organismo, mas devemos dar preferência às ricas em ácidos graxos polinsaturados, como óleos e gorduras vegetais, pois são mais saudáveis e não aumentam as taxas do colesterol sangüíneo.

A ingestão de sal, principalmente no verão, deve ser controlada para evitar retenção hídrica e um conseqüente inchaço.

Para facilitar a digestão, é bom fazer refeições pouco volumosas várias vezes ao dia (de 04 a 06 pequenas refeições), compostas de carnes magras, queijos brancos, leite desnatado, verduras, legumes, frutas, cereais e leguminosas. Refeições muito volumosas ou compostas por alimentos ricos em gorduras (queijos amarelos, manteiga, leite integral, carnes gordas, frios, embutidos, banha, frituras), massas ou doces muito elaborados são de difícil digestão, sobrecarregando o sistema intestinal e causando uma sensação de moleza e sonolência.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *